Mayweather vs McGregor: A guerra de palavras?

Três conferências passadas e já percebemos que entre estes dois não há limites. Quem venceu os confrontos verbais?

Mayweather vs McGregor: A guerra de palavras?
Mayweather vs McGregor: A guerra de palavras?

É esta a luta pela qual todos esperam. Um dos maiores eventos de combate de todos os tempos. Experiência contra juventude. Boxe contra UFC. América contra Irlanda. O negro contra o branco. Floyd Mayweather contra Conor McGregor.

A luta ‘a sério’ é só no dia 26 de agosto, mas os ânimos estão bem acesos. Já fomos testemunhas de três conferências de imprensa bem controversas onde as inevitáveis ofensas e provocações estiveram bem presentes e mostraram que, desta vez, não se trata apenas de um combate entre dois dos melhores lutadores de sempre com milhões de dólares envolvidos, mas sim de uma luta cada vez mais pessoal.

Na primeira vez que os dois atletas tiveram um frente a frente no palco, foi Floyd quem deu o primeiro passo para que todo o tipo de regras fossem quebradas, tentando surpreender um Conor McGregor pela primeira vez fora do seu ambiente quando afirmou que o iria derrotar de qualquer maneira e terminou a frase dizendo, “So sit quiet you little bitch!”, (Por isso, deixa-te estar calado seu c***). Mas Conor não se mostrou intimidado e assumiu o papel de favorito. Por entre insultos e provocações afirmou que iria vencer o combate por KO em 4 assaltos. Ainda trouxe ‘à baila’ a atual situação monetária de Floyd e teve o cuidado de vir vestido a rigor: um fato com a inscrição sucessiva da expressão “FUCK YOU”, (Vai-te F***). Irreverência e uma maior presença em palco deram a vitória a McGregor na primeira conferência.

Tal como o primeiro, o segundo encontro foi manchado de polémica. Floyd chegou bastante atrasado e, tal como tinha feito durante a conferência no dia transato, mostrou desinteresse enquanto Conor lançava o seu discurso onde tocou, de novo, nos problemas financeiros do seu adversário, (sempre refutados por Floyd) na roupa que trazia que, segundo Conor, não passava de uma vestimenta de um ‘puto’ de 12 anos, e no facto de já se encontrar numa idade avançada para combater, visto que Mayweather caminha já para os 41 anos, e lançou ainda um ataque a toda a família do pugilista americano quando pediu à plateia que gritasse em uníssono “F**** os Mayweather”. Floyd tentou impor-se, mas, perante um público bem mais afeto a Conor e com pouco material, não trouxe nada de novo, tentando inovar com a utilização da bandeira da Irlanda (país natal de McGregor) desvalorizando-a. Uma vez mais, a vitória fica do lado do campeão de UFC.

Chegada a terceira conferência de imprensa já ninguém sabia até onde os dois atletas poderiam ir. Se muitos acharam que Conor ultrapassou os limites durante o segundo evento, então aquando do terceiro, o irlandês fez questão de mostrar que, neste ambiente, não há regras. McGregor, que surgiu vestido apenas com um robe e umas calças pouco convencionais, enquanto Floyd filmava tudo no telemóvel mostrando desprezo para com o adversário, abordou os comentários dos media que o acusavam de ser racista e respondeu de forma pouco conveniente, transformando aquilo que lhe dava má imagem para um cenário ainda pior. “Os media têm dito que estou contra os negros. Isso é ridículo c****. Não sabem que sou meio preto? Sou meio preto do umbigo para baixo”, disse o irlandês. Foi, sem dúvida o momento mais baixo de Conor. Querendo desvalorizar as acusações, acabou por dizer algo que teve o efeito contrário. Floyd ganhou alguma simpatia do publico e não perdeu tempo em contra-atacar. Voltou a enfatizar o facto de Conor ter desistido em três combates, a afirmar que não vive qualquer problema financeiro (chegou a atirar dinheiro a McGregor). Ambos os lutadores mostraram alguma fatiga e pouco material para abordar, porém, a vitória na terceira ronda vai para Floyd Mayweather.

No final de contas ambos os atletas conseguem lidar com toda a naturalidade com estas provocações e isto não nos diz nada sobre como irá acabar a luta. Não será uma luta justa e Conor, por muito bom que seja, não irá acertar murros suficientes e certeiros de modo a incomodar Floyd. É certo que são 40 anos e McGregor tem apenas 28, é maior, tem mais alcance e é mais forte fisicamente, mas ninguém convence que o atleta irlandês consegue elevar o seu boxe de maneira a derrotar um veterano como Mayweather.

O 49-0 irá transformar-se num redondo 50-0.


Share on Facebook