Futsal Euro 2016: Espanha e Rússia disputam o título

Espanha e Rússia são as duas finalistas do campeonato da Europa de Futsal, que decorre na Sérvia. A equipa da casa irá medir forças com o Cazaquistão na luta pelo terceiro lugar.

Futsal Euro 2016: Espanha e Rússia disputam o título
(Foto: meiosepublicidade.pt)

Foram duas meias-finais disputadas até ao último segundo, mas no fim o favoritismo que era dado à Espanha e à Rússia acabou por prevalecer. Agora na final a ser jogada no próximo sábado, os espanhóis procuram a conquista do sétimo título, enquanto os russos tentam vencer um troféu que lhes fugiu em 2014 para a Itália, ao serem derrotados por 3-1. A partida do terceiro e quarto lugar, será jogada também no sábado entre a equipa da casa, Sérvia e a surpreendente selecção do Cazaquistão.

Na primeira meia-final do dia a Espanha tinha pela frente o Cazaquistão, que nos quartos-de-final tinha deixado pelo caminho apenas e só, a campeã europeia em título, Itália por 5-2. Os cazaques apostavam em fazer uma nova surpresa e a entraram a vencer logo aos três minutos, com um golo de Dovgan, mas os espanhóis responderam de pronto por Bebe e entre o minuto 16' e 17', Miguelin e Raúl Campos completaram a reviravolta.

Na segunda parte o Cazaquistão arriscou tudo no 5 contra 4, mas o risco acabou por dar no quarto golo espanhol marcado por Alex. No entanto a equipa de leste não desistiu da táctica e conseguiu reduzir para 4-3, com golos de Leo e Zhamankulov. Porém a «machadada» final foi dada no derradeiro minuto do desafio, novamente por Raúl Campos que assim carimbou o passaporte da Espanha para a final.

Raúl Campos com dois golos foi a figura da Espanha (foto: uefa.com)

Sérvia só caiu no prolongamento

A segunda meia-final opôs a Sérvia, selecção anfitriã à Rússia vice-campeã europeia. Com o público maioritariamente a puxar pela equipa da casa, acabaram por ser os russos a chegar ao golo pelo brasileiro Eder Lima. A resposta dos sérvios surgiu logo no primeiro minuto da segunda parte, num forte remate de Kocic e a partir daí o jogo caiu numa toada de equilíbrio, guardando toda a emoção para os últimos dez minutos.

Aí a Rússia voltou a colocar-se na frente por Abramov, mas pouco depois um rude golpe atingiu os russos com a expulsão por acumulação de amarelos de Eder Lima, que deste modo não jogará a final. Com mais um jogador na quadra durante dois minutos a Sérvia chegou ao 2-2 por Simic e o encontro foi então para prolongamento.

Nos dez minutos de tempo extra acabou por fazer a diferença a maior experiência da Rússia, que marcou o golo da vitória por Romulo num lance que nasce de um lançamento de linha lateral. A Sérvia tentou de todas as formas voltar a repôr a igualdade no marcador, mas a boa organização dos russos permitiu segurar a vantagem mínima até ao fim do encontro.

Rússia fez a festa no prolongamento (Foto: uefa.com)


Share on Facebook