FC Porto vs Estoril 4-0: Vitória esmagadora na estreia do dragão

O FC Porto recebeu e venceu o Estoril por 4-0 Os dragões fizeram um grande jogo na estreia da equipa e do treinador, Sérgio Conceição na Liga NOS. Marega, Brahimi, Oliver foram os protagonistas num jogo em que o vídeo-árbitro teve que intervir.

FC Porto vs Estoril 4-0: Vitória esmagadora na estreia do dragão
FC Porto vs Estoril 4-0: Vitória esmagadora na estreia do dragão.

Na estreia de Sérgio Conceição em jogos oficiais no comando dos dragões, o técnico português fez alinhar um 4-4-2 com Casillas entre os postes, Ricardo, Felipe, Marcano e Telles na defesa; Danilo, Oliver, Corona e Brahimi no meio-campo e, por último, Aboubakar e Soares na frente de ataque.

No que toca ao Estoril, Pedro Emanuel optou pelo 4-2-3-1 com Moreira na baliza, Mano, Pedro Monteiro, Gonçalo Brandão e Joel na defesa; Eduardo e Lucas Evangelista como médios mais recuados, Allano, Carlinhos e André Claro os outros três médios e Kleber a encabeçar a equipa.

Como era de esperar, foi o FC Porto a entrar mais forte no jogo e a dominar o jogo em todos os sentidos. No jogo de estreia dos azuis e brancos na Liga NOS, coube a Aboubakar as principais oportunidades de golo. No minuto 28, após uma boa combinação entre o avançado e Oliver, o camaronês, apenas perante Moreira, não consegui inaugurar o marcador. 

Logo após esse lance, o azar bate à porta do FC Porto com a saída forçada de Soares devido a lesão. Entrou para o seu lugar Marega

No minuto 35, Mano oferece o golo aos dragões. O lateral canarinho atrasou a bola para Moreira, mas o passe ficou curto e estava lá o recém-entrado Marega para colocar o FC Porto em vantagem no marcador. Dois minutos depois, Corona vê o segundo golo ser anulado por fora-de-jogo bem assinalado pelo árbitro assistente.  

O primeiro tempo chegava ao fim com um remate que levou algum perigo à baliza de Iker Casillas, naquela que foi uma das poucas oportunidades da equipa visitante na primeira parte. Esta chegou ao fim com um domínio quase total dos dragôes, que levavam um golo de vantagem para o segundo tempo. Embora o FC Porto estivesse a dominar, o Estoril tinha algum espaço para construir na zona média.

Ambas as equipas partiram para o segundo tempo sem alterações nos onzes que terminaram a primeira parte. No inicio da segunda parte, o FC Porto volta a ser superior ao Estoril e com o relógio a marcar o minuto 54, o FC Porto dilatou a vantagem. Jogada de combinação entre Telles e Brahimi e, com um ressalto feliz num defesa do Estoril, o argelino ficou na cara de Moreira e aí apenas teve que escolher o lado e anotar o segundo golo dos dragões. Mas os portistas não ficaram por aqui, pois, no minuto 62, após grande cruzamento de Oliver, Marega cabeceou para o fundo das redes, colocando a vantagem dos dragões em três golos.

No minuto 69, foi a vez do vídeo-árbitro entrar em jogo. Na marcação de um livre Marcano coloca a bola na baliza do Estoril, mas o assitente considerou que houve fora-de-jogo do central espanhol, mas após a consulta ao vídeo-árbitro, este atribui de forma justa o 4º tento dos dragões no jogo.  

Depois disso, o FC Porto continuou a criar oportunidades, mas sem conseguir finalizar as mesmas, pelo que o jogo terminou com a vitória dos dragões por 4-0 sobre o Estoril. 

O FC Porto entrou assim com o pé direito na Liga NOS e logo com uma goleada. Neste jogo, o destaque vai para o 'bis' de Marega, que nem começou a titular e as exibições de Oliver e de Brahimi, que foram verdadeiras dores de cabeça para a defesa do Estoril.