Belenenses vence Sporting em Alvalade 62 anos depois (1-3)

Com o Estádio de Alvalade repleto de adeptos o Belenenses vence o Sporting por 1-3 perante um leão adormecido na manhã quente de Domingo que terminou gelada para os felinos.

Belenenses vence Sporting em Alvalade 62 anos depois (1-3)
Francisco Leão adormecido ingere 3 pastéis de Belém

A manhã de Domingo foi de festa em Alvalade. Os sportinguistas lotaram o Estádio para o derby lisboeta entre Sporting e Belenenses. Foco para as ausências de Alan, Gelson e Podence que obrigou Jesus a alterar algumas peças na equipa. Com Paulo Oliveira, Matheus e Bryan no 11, os leões entraram a todo o gás com lances velozes perto da área do clube de Belém. Nos felinos relevo para Matheus que assumiu o papel de artista na extrema direita mas Dost não aproveitou uma boa chance nos 20 minutos iniciais. 

Ao minuto 27, Bruno César furou a defesa do Belenenses e serviu Adrien na área, o capitão leonino visou a baliza mas falhou o alvo por pouco. A verdade é que com o decorrer da primeira parte o leão adormeceu ao sol do meio-dia e foi baixando o ritmo de jogo sem criar grandes chances para inaugurar o score. Ao intervalo o 0-0 justificou-se plenamente

Na segunda metade o Sporting acordou e partiu como uma flecha rumo à baliza de Ventura. Ao minuto 51, Bryan Ruiz rematou à trave e na recarga Bruno César abriu o activo em Alvalade. Contra a corrente de jogo Matheus cometeu grande penalidade e o Belenenses renasceu para a partida. Na marcação Camará empatou e gelou as bancadas leoninas. 

Jorge Jesus apostou tudo no ataque e lançou Campbell e Castaignos em busca da vitória. Bas Dost tentou recolocar o leão na frente mas vacilou na hora da emenda. Com Francisco Geraldes na equipa no último quarto de hora os verde e brancos melhoraram de forma significativa. 

Ao minuto 80, Castaignos falhou escandalosamente o golo na cara de Ventura levando os adeptos ao desespero. Ao minuto 84 Alvalade levou com um balde de água gelada e na sequência de um livre Dinis deu a volta ao marcador com um pontapé notável. O Belenenses não ficou por ali e Gonçalo Silva humilhou o leão fixando o 1-3 final.


Share on Facebook