Tondela ainda vive

A uma distância ainda recuperável dos lugares de manutenção e num momento de forma superior a vários dos rivais directos, o Tondela ainda crê na sua sobrevivência na Liga NOS.

Tondela ainda vive
| Foto: Sapo Desporto

Se no topo da classificação a vitória do Benfica associada ao empate do FC Porto reforçou a liderança dos encarnados, já no fundo da tabela a diferença estreitou-se. Isto porque o Tondela, dado como à beira do abismo, ainda vive após ter batido o Rio Ave por 2-1. Desta forma, parece que a luta está mais densa do que nunca e mesmo nessa particular luta pela manutenção o despique será intenso…
 

Para que o sonho continue, a equipa beirã terá de capitalizar todas as suas virtudes de forma a continuar a somar pontos e assim conquistar pontos aos seus rivais directos; um dos pontos positivos a assinalar neste Tondela será a convicção com que tem por hábito iniciar os encontros, conseguindo assim obter boas entradas em jogo. Falta assim manter a intensidade a todo o desafio para além das boas entradas em campo e manter a capacidade física, sem esquecer a concentração perante adversários na sua maioria mais apetrechados em termos técnicos.

"Não tem créditos" 

Tem sido essa a grande pecha da turma tondelense: continuidade. No restante, poderá inclusivamente ser vista pela crítica como um injusto lanterna vermelha tendo em conta a qualidade de jogo que apresenta, neste momento bastante superior à dos seus rivais, Nacional, Moreirense e Arouca. Para motivação do plantel e do treinador que o orienta, Pepa, o sentido parece ascendente e parece indiciar um sentido de recuperação pontual nas próximas semanas. O Tondela ainda vive…

Neste momento, com 15 pontos para disputar, o Tondela não se encontra, nem de perto em de longe, condenado. No entanto, parafraseando uma frase que Jorge Jesus tem por hábito empregar e com todo o sentido, “não tem créditos” e por isso não terá muitas oportunidades para desperdiçar até ao final da época.

Ainda assim, se passou a respirar melhor com a vitória sobre o Rio Ave, certamente terá enchido o peito de ar com a garantia de que a luta será densa especialmente devido ao facto de o Moreirense ter vencido o Nacional e assim se ter colocado numa posição muito privilegiada para assegurar a manutenção (quatro pontos de avanço sobre Nacional e Tondela). Restará saber qual a capacidade do Tondela em lutar contra o destino adverso.