Taça de Portugal: Está encontrado o primeiro finalista

O Desportivo de Chaves viu o sonho estar muito perto de ser concretizado, mas a verdade é que não passou disso mesmo. Depois de estar a vencer por 3-0, a equipa sensação perdeu o fôlego e permitiu o golo do Vitória de Guimarães que com sorte, e com Douglas à mistura, acabou por garantir a presença na Final da Prova Rainha.

Taça de Portugal: Está encontrado o primeiro finalista
Taça de Portugal: Está encontrado o primeiro finalista | Foto: Mais Futebol

Foi por pouco, muito pouco,  que o Desportivo de Chaves não surpreendeu tudo e todos com a chegada à final. Depois da derrota em Guimarães por 2-0, a equipa flaviense já era dada como estando de fora, mas quem pensou assim enganou-se e almofada confortável que o Vitória levou até Chaves ficou pelo caminho... 

Marcar para despachar e empatar 

Ainda o jogo não tinha sequer um minuto, já os flavienses mostravam que quem os tinha dado como despachados da prova Rainha estava redondamente enganado. 

Perdigão teve tempo para tudo: agarrou, rodou, correu e, de pé esquerdo rematou forte, não dando qualquer tipo de hipótese a Douglas. As bancadas animavam-se e bastava um golo à equipa da casa para poder garantir a chegada à Final e ao longo da primeira parte foi só Chaves que se viu. 

Os Flavienses esta noite poderiam ter ficado na história | Foto: MaisFutebol
Os Flavienses esta noite poderiam ter ficado na história | Foto: MaisFutebol

O Vitória ainda tentou reagir, mas a equipa de Pedro Martins aparentava estar desanimada e depois do golo sofrido muito cedo, sabiam que ainda havia muita coisa por decidir.... E quando as coisas pareciam mais calmas para ambas as equipas eis senão que Renan Bressan volta a mostrar que os sonhos existem para serem realizados. De livre lateral, aos 33 minutos de jogo, o  médio bateu a bola em direcção ao segundo poste e, como ninguém desviou, o golo foi feito. 

Ainda antes do intervalo destaque também para um golo bem anulado à equipa flaviense.... Rafa Lopes marcou em posição irregular e o golo acabou mesmo invalidado. Boa decisão por parte da equipa da arbitragem, mas com muitos protestos por parte de Ricardo Soares, que, ainda antes dos 40' acabou expulso. 

Douglas de besta a bestial 

É certo que ainda antes do tempo de descanso o Vitória de Guimarães ainda deu um ar da sua graça depois de Marega ter deixado escapar o golo que parecia mais do que certo. Mas também é verdade que o futebol espectáculo estava guardado para o segundo tempo. 

Com a eliminatória empatada, bastava um golo para os flavienses terem tudo garantido e não é que esse mesmo golo apareceu? Aos 63' e também de livre lateral, Nuno Miguel Coelho fez o 3-0. Faltava pouco menos de meia hora, meia hora que teria de ser jogada a 100%, porque se de um lado, a remontada dava certezas.... do outro , fazia com que fosse preciso virar o barco, montar a armada e atacar. 

E para isso acontecer, bastaram 2 minutos. Novamente de livre lateral, Marega aproveitou o desviou de Lenho ao segundo poste, para, sozinho, cabecear para o golo. 

O Vitória estava de novo na Final e quando tudo parecia mais que garantido, com a passagem por golos fora de casa, eis que o fantasma volta a aparecer! 

Douglas foi o herói da noite em Chaves | Foto: Mais Futebol
Douglas foi o herói da noite em Chaves | Foto: Mais Futebol

Aos 90' Bruno Gaspar trava Rafael Lopes e penalti para o Chaves! O sonho, esse era possível, e até podia ser real, não fosse Douglas a adivinhar o lado e ter sido o herói da noite. Mesmo depois de ter levado 3 golos ao longo dos 90 minutos da partida, o guarda-redes da cidade berço foi o principal "culpado" pela chegada à final. 

O primeiro finalista da prova Rainha está encontrado, resta saber se o jogo será contra o Benfica, ou o Estoril. 

 

 

 


Share on Facebook