Portugal x Suécia: Madeira testa o presente e o futuro

Frente à Suécia a Selecção Nacional irá oferecer competição aos seus elementos que vêm brilhando a grande altura mas também aos que aguardam pela sua oportunidade.

Portugal x Suécia: Madeira testa o presente e o futuro
As duas selecções jogam um amigável esta terça-feira | Foto: Goal.com

Depois de ter cumprido com a sua obrigação que passava por levar de vencida o confronto ‘a doer’, válido pela qualificação para o Mundial 2018 na qual desde o início se encontra ciente da importância em não perder qualquer ponto de forma a assegurar o apuramento directo para o certame ao ter vencido com clareza a Hungria, a Selecção Nacional não pode nem deve repousar nem mesmo pelo facto de o compromisso seguinte consistir num desafio de preparação.

Precisamente por esse facto - a Suécia será do tipo de selecção que Portugal deve aproveitar para se preparar devidamente para os compromissos futuros - e por terem ficado de fora da convocatória vários futebolistas de calibre que certamente desejariam aproveitar tamanha oportunidade que se encontram a competir nos clubes nacionais de maior e menor dimensão e em várias Ligas internacionais, os 25 escolhidos por Fernando Santos terão de oferecer esforço máximo de forma a garantir o seu lugar entre os eleitos.

Mesmo que no fim-de-semana as competições de clubes regressem em força com um Benfica vs FC Porto em destaque. É também muito devido ao poderio demonstrado pela Selecção Nacional que a FPF demonstra a sua invejável saúde e Fernando Gomes e a sua equipa justificam o seu actual mandato; mesmo sem pontos em disputa, existe sempre um enorme prestígio a defender e essa será a tónica a reter para a recepção á congénere nórdica. Sem esquecer que existe uma Taça das Confederações também à espreita, dentro de um par de meses…

Hora do teste 

Será de esperar que especialmente os futebolistas ligados a Benfica e FC Porto se cuidem devido ao Clássico que se realizará já no próximo Sábado. No entanto, todos os restantes companheiros terão pela frente os seus desafios, de maior ou menor importância e este desafio constitui um enorme desafio para praticamente todos já que existem inclusivamente postos em aberto na equipa:

Nani e Adrien, habituais seleccionados e ídolos para milhões de adeptos, em especial os que preferem o Sporting (o primeiro já representou o clube de Alvalade em dois momentos distintos e o segundo é, de resto, o capitáo de equipa dos leões), encontram-se lesionados e todos os disponíveis quererão mostrar-se, em especial os de menos idade que puderam em tempo oportuno brilhar nas selecções jovens ao serviço dos sub-20 e sub-21 como foi o caso de André Silva que ainda no Sábado bisou e brilhou a grande altura.

Nani e Adrien estão foram das contas de Fernando Santos por lesão
Nani e Adrien estão foram das contas de Fernando Santos por lesão

Se alguns desejarão agarrar um lugar e alguns outros espreitarão uma oportunidade a partir de palcos como as selecções de esperanças, outros pretenderão mantê-lo. O meio-campo, um dos sectores que se transfigurou com o passar dos anos com o sucesso evidente de contribuir a grande escala para a conquista do título europeu, será claro exemplo disso.

Amigável ? Só de nome 

Vejamos por exemplo o caso da posição 6, na qual o sportinguista William Carvalho, que realizou uma prestação segura ante a Hungria e vem recuperando a sua melhor forma de acordo com o expectável ao contrário do que poderia esperar-se em situação semelhante não esperará poupar-se pois como concorrência possui também Danilo, companheiro de posição que se encontra em excelente momento de forma.

 

Começando pela baliza e passando por todos os sectores do terreno, todos pretenderão demonstrar o melhor de si junto do Fernando Santos, o homem que em boa hora sucedeu a Paulo Bento como seleccionador nacional, que no momento em que assumiu o cargo expressou ter chegado “ao lugar que queria” e apresentou como principal mérito a imposição de um clima de normalidade no relacionamento entre equipa técnica e jogadores que foram conseguindo alcançar vitórias apesar das dificuldades pelas quais foi passando.

Também pelo conhecido carácter do seu líder, Portugal garante total brio e compromisso para este valoroso oponente. Visitar a Madeira será para Portugal igualmente uma oportunidade quando decorreram já oito meses após a conquista do Euro 2016 precisamente no estádio nacional… do seu adversário, França, numa final com que os milhões de adeptos sempre sonharam.

Esta terça-feira, o ambiente será totalmente favorável e será na Pérola do Atlântico que os campeões europeus em título poderão somar minutos nas pernas em simultâneo e muitos dos seus elementos terão um teste às reais capacidades de ajudar a equipa nacional. E apenas e só isso bastará para que apesar da gestão física a ambição colectiva não deva ser menor.


Share on Facebook