Especial Porto x Sporting : Brahimi vs Gelson - Dois génios à solta

Com o clássico cada vez mais perto, analisamos os jogadores mais desequilibradores de cada equipa.

Especial Porto x Sporting : Brahimi vs Gelson - Dois génios à solta
Brahimi vs Gelson - Dois génios à solta

Brahimi esteve fora das contas de Nuno Espírito Santo na fase inicial da época, com Otávio a ser a principal aposta para essa posição e a provar o porquê dessa opção com excelentes exibições, sendo o jogador que mais se destacava num FC Porto sem grande fulgor.

A ausência forçada de Otávio, funcionou como a ‘faísca’ que fez o argelino mudar o ‘chip’ e voltar ao seu mais alto nível. O 8 dos dragões tem mostrado mais disponibilidade nas missões defensivas e tem posto de parte a característica que o tem marcado nos últimos anos – o individualismo.

As exibições mais bem conseguidas dos ‘azuis e brancos’ coincidem com o bom momento de forma de Brahimi. A CAN veio num mau momento, pois o argelino é uma das principais peças da sua seleção, mas como a campanha da Argélia não foi tão positiva como se achava, Brahimi já regressou às contas do técnico português no jogo frente ao Estoril.

Adivinha-se um jogo complicado para o defensor do argelino, pois este promete magia no lado esquerdo do ataque portista.

 

Ao contrário de Brahimi, que teve um início de época menos fulgurante, Gelson Martins surpreendeu toda a gente e fez um arranque de temporada a todo o gás, com uma verticalidade brutal, técnica apurada e objetividade extrema.

Era complicado um jovem conseguir manter aquele ritmo avassalador com que iniciou a época, quase levando a equipa às costas. O jovem internacional português, tal como a equipa, tem atravessado um momento menos bom. Gelson continua com a sua velocidade e técnica no ponto, mas as tomadas de decisão não têm sido as melhores, perdendo a objetividade que era uma característica que o diferenciava no início da temporada.

O 77 dos leões fez um excelente jogo frente ao Paços de Ferreira na jornada passada, tendo apontado um grande golo. Pode ter sido um bom prenúncio para o clássico que se avizinha.


Share on Facebook