2016: O Ano de Ronaldo

Cristiano Ronaldo conquistou na passada terça-feira, na Suiça, o seu quarto troféu de Melhor Jogador do Mundo. O internacional português foi o mais votado dos três candidatos, ficando à frente de Lionel Messi e Antoine Griezmann. Depois de vários títulos individuais e colectivos, CR7 fecha assim o ano de 2016 da melhor forma.

2016: O Ano de Ronaldo
2016: O Ano de Ronaldo

A construção do inevitável

Ainda antes da gala da FIFA ter arrancado, já todos previam a vitória de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do mundo de 2016. Esse dado quase certo não era, como em nenhum aspecto da carreira de Ronaldo, uma obra do acaso.

Se anos havia em que os títulos ou até a performance dos candidatos se equiparava, tal não acontecera no ano que ainda agora findou. Com efeito, Cristiano Ronaldo fez quase o pleno no que a troféus individuais e colectivos diz respeito.

La undecima

Tudo começou, curiosamente em meados de 2016. Depois de uma final extremamente equilibrada, o Real Madrid conquistou a 11ª primeira Liga dos Campeões, um triunfo selado com o penalty decisivo de CR7. Enquanto Ronaldo levantava o troféu mais apetecido do futebol europeu, conquistava também o prémio de melhor marcador da Champions. Para tal o português bateu o record de golos marcados numa única edição, apontando nada mais nada menos do que 16 tentos!

Os irredutíveis portugueses

Apesar da invejável carreira a nível de clubes, Ronaldo sempre revelou vontade em alcançar o êxito ao serviço de Portugal. Em 2016 o capitão da equipa lusa liderou a equipa até à sua segunda final de um Campeonato da Europa. Apesar de ter sido forçado a abandonar o jogo ainda no seu início, Ronaldo vibrou juntamente com os seus companheiros na conquista do primeiro Campenato da Europa do nosso país. As lágrimas  de tristeza que o jovem Cristiano vertera após a derrota em 2004 foram transformadas, doze anos depois, em puro êxtase; Ronaldo cumprira mais um dos seus objectivos.

Três de uma só vez

Como é habitual, o mês de Dezembro trouxe o Campeonato do Mundo de Clubes. Aí o campeão europeu Real Madrid fez valer todo o seu poderio, um poderio que se resumiu, em grande parte a Cristiano Ronaldo.

O português fez três golos na final, garantindo novo troféu para os merengues. Já Ronaldo, para além do troféu colectivo, arrecadou também o de melhor marcador e melhor jogador da competição.

Simplesmente o melhor

O final do ano é sempre tempo de balanço. Depois de um ano em cheio, foi quase natural que Cristiano Ronaldo tivesse conquistado os grandes prémios, não só no futebol, como no desporto em geral.

Com efeito, o português, não só voltou a ganhar a Bola de Ouro (desta vez apenas atribuída pela revista France Football, sem parceria com a FIFA), como também conquistou o prémio de Desportista Europeu do Ano, isto segundo a AIPS e a associação das agências europeias de notícias.

Todos estes galardões foram os degraus para a subida de Ronaldo ao topo do futebol mundial em 2016, sagrando-se assim o melhor jogador do mundo. Com esta conquista, CR7 igualou Lionel Messi com quatro troféus.


Share on Facebook