Slimani não perdoa frente a Casillas: FC Porto derrotado em casa do Leicester

A noite desta terça-feira foi estrelada para Slimani, que voltou a marcar a contar frente a Casillas. O golo do argelino foi o único da partida e garantiu 3 pontos ao Leicester, que jogou pela primeira vez na Champions no seu estádio.

Slimani não perdoa frente a Casillas: FC Porto derrotado em casa do Leicester
Slimani voltou a marcar frente ao FC Porto, desta vez com a camisola do Leicester

O duelo de estreia do Leicester na Champions perante o seu público contou com um ambiente incrível, que contagiou a equipa caseira para uma exibição compacta e com algum brilho. O Porto batalhou, lutou e em algumas fases da partida até equilibriou o jogo, mas o Leicester foi quase sempre mais pressionante e dinâmico, tanto a defender como a atacar.

Os dragões voaram até Inglaterra e não conseguiram uma vitória que podia ser importante, deixando o Leicester vencer por 1-0. Slimani foi o implacável homem-golo, fazendo o primeiro e único golo da partida ao minuto 25 e continuando com um registo impecável - frente a Casillas o argelino nunca falhou, e soma já 5 tentos marcados ao guardião espanhol (e 6 ao FC Porto, 5 com a camisola do Sporting e 1 com a do Leicester).

1ª parte: O suspeito do costume... Slimani

Os dragões apareceram em campo sem alterações face ao último jogo do Campeonato, e também o Leicester entrou nas 4 linhas sem surpresas. O Porto entrou bem em jogo e teve desde cedo oportunidades - jogava-se o 4º minuto quando André Silva só não marcou porque não quis. O jovem português fez um chapéu brilhante a Schmeichel, mas faltou o engenho para colocar a bola no fundo das redes. No entanto, e apesar da boa oportunidade, não demorou até o Leicester se superiorizar nas 4 linhas e encabeçar mais tentativas ofensivas do que o adversário. Slimani e Vardy foram nomes em destaque, tentando penetrar a defesa dos dragões para chegar às redes de Casillas. Destaque para uma combinação dos dois ao minuto 16, que Marcano cortou sem problemas, ou de um livre perigoso ao minuto 23, que Mahrez bateu contra a barreira. 

O Porto tentava equilibrava as hostes, contudo o golo acabou mesmo por chegar - o mesmo Mahrez colocou na área, Slimani apareceu irrequieto e cabeceou com conta, peso e medida para o fundo das redes do espanhol Iker Casillas. Foi o culminar de várias tentativas ofensivas e de uma maior posse de bola inglesa, que dificultava em muito o bloco ofensivo portista. O Porto conseguiu, ainda assim, contornar e conquistar algumas oportunidades, com destaque para uma grande oportunidade de Layun ao minuto 36, em que a bola não entrou por milagre, rasando o poste. Contudo era visível um desgaste físico dos dragões, que não conseguiam acompanhar a exigência que o Leicester impunha no jogo. O intervalo chegou com o 1-0 registado, um score justo face ao desempenho das duas equipas.

2ª parte: O dragão tentou, mas não concretizou

À semelhança do primeiro bloco de jogo, o Leicester entrou mais ofensivo e no domínio após o descanso. Vardy e Slimani continuavam a ser duas dores de cabeça para o bloco defensivo do Porto, mas foi mesmo Mahrez quem mais assustou Casillas: o jogador rematou com exatidão e o guardião foi um herói a defender, desviando para a linha de fundo. Demorou um pouco até o Porto se encontrar e voltar ao ataque, beneficiando das entradas de Herrera e Diogo Jota, com o primeiro a rematar uma autêntica bomba que fez a defesa de Schmeichel brilhar. Logo a seguir, André Silva tentou um ataque, mas a bola acabou a sair na linha de fundo. Aos 84' Corona quase fez o empate, já que o seu remate embateu em Albrighton, desviando o seu rumo e iludindo Schmeichel, que só não sofreu o primeiro porque o poste salvou. 

A estrelinha não estava do lado do Porto, que mesmo após 4 minutos de compensação não conseguiu igualar o duelo, ainda que não seja por falta de tentativas nos 20 minutos finais. O resultado acabou por ser justo, mas fica o registo para uma exibição dos dragões com boa atitude em solo britânico. Com a vitória do Copenhaga por 3-0, ao Brugge, o Porto ocupa a terceira posição do grupo com 1 ponto, a 3 dos dinamarqueses e a 5 dos ingleses do Leicester.


Share on Facebook