Sporting: 10 leões da academia que Jesus lançou na arena

Em 2015/2016, o Sporting CP conta já com 10 atletas formados na academia de Alcochete, que brilharam na equipa principal leonina.

Sporting: 10 leões da academia que Jesus lançou na arena
Sporting: 10 leões da academia que Jesus lançou na arena // Foto: maisfutebol.pt

A excelência da escola sportinguista é evidente: Rui Patrício, Ricardo Esgaio, Rúben Semedo, Tobias Figueiredo, William Carvalho, Adrien Silva, João Mário, Matheus Pereira, Carlos Mané e Gelson Martins, 10 leões que espelham a forte aposta verde e branca nos craques da famosa academia de Alcochete na presente temporada.

10 leões de luxo directamente de Alcochete

A aposta de Jorge Jesus em jogadores formados em Alcochete tem sido sistemática: o técnico luso já lançou 10 atletas, 5 dos quais são titulares indiscutíveis do colectivo verde e branco. O Sporting tem sido, inclusive, o clube que mais oferece talento à formação das quinas, com Rui Patrício, William, Adrien e João Mário a comporem o quarteto fantástico de Alvalade com as cores da selecção de todos nós. Na presente temporada, Rui Patrício tem sido o guardião menos batido do campeonato, tendo sofrido 17 golos em 28 jornadas. Entre os postes, Patrício tem revelado uma segurança notável, com reflexos apurados que têm permitido ao leão ficar com a baliza a zero inúmeras vezes. O homem-luva verde e branco é também um líder dentro e fora do relvado, representando, a par de Adrien, o principal símbolo do carisma do Sporting Clube de Portugal.

O polivalente Ricardo Esgaio e o central Tobias Figueiredo têm sido pouco utilizados, mas são leões que a qualquer momento podem rugir e afirmar-se em definitivo. No caso de Esgaio, pode ser utilizado a lateral ou a médio, e para Jorge Jesus trata-se de um valor em ascensão, mas que não agarrou o lugar de lateral direito que chegou a disputar com João Pereira nos primeiros meses da época, tendo cumprido até agora 12 jogos em todas as provas. O luso Tobias tem sido atacado por lesões, e a forte concorrência no eixo central da defesa não tem facilitado a sua afirmação. É um defesa alto, forte, rápido, mas precisa de melhorar na abordagem aos lances, que por vezes é encarada com extrema agressividade (6 jogos nas diferentes competições).

Rúben Semedo, o 'mini' patrão da defesa leonina
Rúben Semedo, o 'mini' patrão da defesa leonina

O titular do centro da defesa, Rúben Semedo, é aposta firme de Jesus, que levou o técnico a resgatar o jogador do empréstimo ao Vitória de Setúbal no mercado de inverno. De Janeiro até agora o jovem felino já tirou o lugar a Naldo, Ewerton e Paulo Oliveira, e tem ainda uma margem de progressão incrível. Em termos técnicos, é um central que sabe sair a jogar em posse, boa capacidade de passe e como defesa é robusto e ágil na antecipação, precisando ainda de retificar o capítulo disciplinar, uma vez que já viu uma cartolina vermelha (já jogou 9 vezes de leão ao peito). No miolo, William Carvalho atravessa actualmente o melhor momento da época, depois de uma 1ª volta em que foi uma sombra do que tinha apresentado no legado de Lenardo Jardim e Marco Silva. Os problemas físicos têm sido uma constante, mas nos últimos 8/9 jogos o príncipe de Alvalade tem vindo a atingir a excelência que já deslumbrou o futebol lusitano. A forte envergadura, aliada a um rigor tático soberbo e uma intuição de passe notáveis, fazem do trinco um dos melhores jogadores da Liga a actuar naquela posição (já vestiu a camisola do Sporting por 30 ocasiões e soma 2 golos).

O capitão Adrien e o mágico João Mário têm sido duas peças absolutamente fulcrais para o sucesso do 4-4-2 de Jorge Jesus. Adrien já alinhou a 6 e a 8 numa época de altíssimo nível, passando por ele a construção de jogo e o transporte do esférico rumo ao ataque. O capitão tem sido o marcador oficial das grandes penalidades, mas com Jesus esta época tem vindo a apurar a sua média distância com tiros de belo efeito, como foi exemplo frente ao Belenenses. Até agora, Adrien já leva 37 jogos, tendo feito o gosto ao pé por 9 vezes. O leão João Mário soltou as garras, e nesta temporada tem vindo a superar as expectativas ao ser o dono da ala direita do leão. O lusitano já jogou a 8, mas é a extremo que tem brilhado, sendo mais uma incrível ''invenção'' de Jorge Jesus. A aptidão para auxiliar a defesa, a velocidade, a técnica, o remate e a facilidade para fletir jogo para o meio fazem de João Mário um atleta completo, que representa actualmente a pérola da academia que mais pode render aos cofres de Alvalade. O médio conta com 40 encontros nas pernas tendo festejado 6 golos, dos quais se destacam os 2 de bela craveira ao Arouca na vitória leonina de 5-1.

João Mário e Gelson são dois talentos promissores da academia de Alcochete
João Mário e Gelson são dois talentos promissores da academia de Alcochete

Por fim, foco para os 3 mini extremos da escolinha que já lançou alas como Figo, Nani e CR7, e que agora tem o talento de Gelson Martins, Matheus Pereira e Carlos Mané. O felino Matheus foi uma aposta total de Jesus e foi muito importante na Taça de Portugal e na Liga Europa. O veloz leão já participou em 17 jogos e tem o registo positivo de 5 tentos. O talento é soberbo e Matheus promete perfumar Alvalade com a sua técnica e finta, só ao alcance dos extremos do Sporting. O menino Gelson (apelidado por Jesus), tem sido a arma secreta de Jesus, sempre pronto a ser lançado quando o resultado não agrada ao técnico. A velocidade de Gelson é fenomenal e a aptidão para mudar um jogo a seu favor tornam o mini leão um elemento fundamental para surpreender qualquer defesa (36 jogos e 5 tiros certeiros ). O sportinguista Mané voltou a ser lançado por Jesus nesta 2ª volta, mas está a quilómetros de ser o artista do drible que foi a época passada. Na vitória diante o Belenenses entrou muito bem nas 4 linhas, tendo feito a assistência para um dos tentos de Teo, mas as lesões não têm permitido ao extremo explodir em definitivo (22 duelos e 1 golo).


Share on Facebook