Belenenses x Sporting: Leão passeou no Restelo

O Sporting derrotou esta noite o Belenenses por 2-5, na partida que encerrou a 28ª jornada da Liga NOS. Com esta vitória a formação leonina continua a dois pontos do Benfica, e aumentou para sete a vantagem sobre o FC Porto.

Belenenses x Sporting: Leão passeou no Restelo
Leões golearam Belenenses (Foto: visãodemercado.blogspot.com)
Belenenses
2 5
Sporting
Belenenses: Hugo Ventura; Tiago Almeida (Juanto min 45), Gonçalo Silva, Gonçalo Brandão e Rúben Pinto; Fábio Nunes; Sturgeon, Carlos Martins ( Ricardo Dias min 64), Bakic e Miguel Rosa; Tiago Caeiro (Tiago Silva min 45)
Sporting: Rui Patrício; Schelotto, Rúben Semedo, Coates e Bruno César; João Mário, William Carvalho, Adrien (Aquilani min 73) e Bryan Ruiz (Carlos Mané min 72); Téo Gutiérrez e Slimani (Barcos min 83)
Placar: 0-1 min 23 Slimani; 0-2 min 32 Slimani ; 0-3 min 53 Adrien Silva ; 0-4 min 58 Teo Gutierrez ; 1-4 min 75 Bakic; 1-5 min 77 Teo Gutierrez; 2-5 min 88 Tiago Silva
ÁRBITRO: Tiago Martins (AF Lisboa). Amarelados: Thiago Almeida (min 31) Adrien Silva (min 66)
INCIDENCIAS: Jornada 28. Liga NOS 2015/2016 Estádio do Restelo

Foi uma noite descansada aquela que o Sporting teve no Estádio do Restelo, perante um Belenenses que tal como já havia feito com Benfica e FC Porto, voltou a jogar de «peito aberto» e voltou a sofrer as consequências dessa opção. De resto cedo se percebeu que os leões sairíam com a vitória, tal o caudal ofensivo demonstrado ao longo de quase todo o desafio. Logo no primeiro minuto Slimani, desmarcado por Teo Gutiérrez atirou para boa defesa de Ventura, dando o mote para as várias oportunidades de golo, que se iriam suceder.

Depois entre os minutos 12' e 15', a formação de Alvalade desperdiçou três ocasiões claras para marcar. Teo Gutiérrez, falha na pequena área após assistência de Slimani, logo a seguir é o camisola 9 que aproveita um erro da defesa do Belenenses, para na cara de Ventura permitir a defesa ao guarda-redes. Por fim William Carvalho combina com Slimani e já depois de fintar Ventura, escorrega na altura do remate e a bola saiu para fora, falhando de forma inacreditável.

Aos vinte minutos Teo Gutiérrez entra na área pela esquerda e remata com Ventura a desviar para canto, ficando Slimani a reclamar uma assistência do colombiano. Porém três minutos volvidos o Sporting chega finalmente ao golo por intermédio de Slimani, que depois de tirar do caminho um defesa do Belenenses remata colocado sem hipóteses para Ventura. Em cima da meia hora Bryan Ruiz faz uma «maldade» metendo a bola entre as pernas de Tiago Almeida, que derruba o costa-riquenho na grande área.

Grande penalidade assinalada de pronto pelo juiz Tiago Martins e Slimani a fazer o 0-2. O Belenenses era «sufocado» pela forte pressão dos leões e pouco mais conseguia do que passar do meio-campo. O primeiro sinal de algum perigo por parte dos azuis surgiu já perto do intervalo, Carlos Martins de longe atirou por cima, e logo a seguir Miguel Rosa tentou a mesma formula, mas Rui Patrício atento defendeu para canto.

Slimani bisou e já leva 22 golos na Liga (Foto: observador.pt)

No regresso dos balneários a toada continuou na mesma, com o Sporting a entrar forte e a dominar fazendo o 0-3 ao minuto 54' num remate de fora da área do capitão Adrien Silva. Depois foi Bryan Ruiz a tirar Ventura do caminho, mas o seu remate foi desviado por Gonçalo Brandão, só que foi preciso esperar somente mais um minuto para ver um novo golo leonino, Teo Gutiérrez em posição irregular aumentou o placar e logo a seguir Slimani em posição legal, viu ser-lhe marcado fora-de-jogo já depois de ter atirado para dentro da baliza. A partir daqui os leões abrandaram o ritmo e permitiram ao Belenenses «respirar» e sair mais vezes para o ataque.

Jorge Jesus fez sair Adrien Silva, que vai falhar o encontro com o Marítimo por ter visto o quinto amarelo e deu descanso a Bryan Ruiz, colocando Carlos Mané e Aquilani. A partida voltou a animar já dentro do último quarto de hora, com mais três golos, com o Belenenses a reduzir por Bakic, o melhor em campo no lado dos do Restelo, numa boa cabeçada após um livre lateral. O leão acusou o toque e rapidamente tratou de repôr a vantagem em quatro golos, com Teo Gutiérrez a bisar, num bom cruzamento de Carlos Mané.

A dois minutos dos 90' Tiago Silva de fora da área fez um grande golo, num remate bem colocado sem hipóteses para Rui Patrício, num lance nascido de um mau corte do central Rúben Semedo, naquele que foi o único erro do jovem leonino em todo o encontro. Em suma um triunfo justo e sem contestação do Sporting, que desde cedo procurou resolver o desafio, que poderia tornar-se complicado. A equipa de Jorge Jesus aproveitou da melhor maneira a derrota surpreendente do FC Porto frente ao Tondela, e continua na perseguição ao Benfica, numa luta que é agora a dois pelo título nacional. Quanto ao Belenenses vai certamente tentar até final um lugar, que lhe permita aceder às competições europeias.


Share on Facebook