Benfica: Mitroglou, a falta que ele faz

No passado Domingo o Benfica venceu apenas pela margem mínima a equipa do Boavista. O golo de Jonas garantiu os 3 pontos já em tempos de descontos, mas a verdade é que os encarnados tiveram muitas dificuldades, e muito por culpa de alguém que nem esteve presente. Hoje falamos de Mitroglou.

Benfica: Mitroglou, a falta que ele faz
Benfica: A falta que ele faz (Foto: SLBenfica.pt)

 De um lado, está o brasileiro, que depois de ter sido convocado para a selecção canarinha, corre ainda atrás do estatuto de bota de ouro com Higuain. Do outro está o grego, um jogador que para muitos pode até passar despercebido, mas a verdade é que se notou a falta que ele faz à frente de ataque da equipa de Rui Vitória

O melhor Benfica dos últimos 50 anos é culpa deles

Jonas e Mitroglou são os principais culpados de 45 dos 71 golos que o Benfica contabiliza esta temporada. Assim que Rui Vitória percebeu que dois goleadores são melhores do que apenas um, os dois atiradores furtivos do lado encarnado acabaram por jogar sempre a titulares. 

Mitroglou e Jonas são as estrelas principais deste Benfica
Mitroglou e Jonas são as estrelas principais deste Benfica


Eles fazem a cabeça em àgua a qualquer defesa e sempre que é para atirar para o fundo das redes, a pontaria acaba sempre por ser certeira. Obviamente que hoje falamos apenas do grego, mas a verdade é que esta dupla tem apenas menos 35 golos que a tripla BBC do Real Madrid esta temporada e falamos apenas de uma dupla. Este Benfica de Vitória é o melhor dos últimos 50 anos e está mais do que visto de que não é mesmo por acaso. 

Mitrogolo: o grego que virou Deus 

Se há coisa da qual Mitroglou se pode gabar é de golos aos principais rivais. Dos 6 confrontos  realizados esta temporada contra o FC Porto e Sporting, o Benfica marcou apenas 3 golos e todos eles foram obra deste homem. Um deles acabou por ser fulcral: Kostas Mitroglou marcou no último derby em Alvalade e acabou por garantir não só os 3 pontos, como a liderança do campeonato para o bi-campeão nacional. Liderança essa que o Benfica ainda não deixou escapar. O grego demorou a impor-se no onze encarnado, demorou a perceber a forma de trabalhar de Rui Vitória e a perceber como se poderia entender com Jonas, mas a verdade é que recuperou depressa.

Mitroglou conta neste momento com 16 golos no campeonato,  2 na Liga dos Campeões e um Taça de Portugal (precisamente no derby contra o Sporting). O total é impressionante: 19 golos. Isto para um jogador que se demorou a impor e que acabou por apanhar o comboio vermelho já atrasado, a verdade é que o avançado encarnado já ganhou a alcunha de Mitrogolo por parte dos adeptos e de todos os apaixonados pelo Desporto Rei em Portugal e na Europa. Afinal de contas porque é que este homem é assim  tão importante para a equipa do Benfica? 


"O Mitroglou?" Não está. 

No jogo no Bessa, o grego acabou por ficar em Lisboa devido à acumulação de amarelos. Uma ligeira dor de cabeça para Rui Vitória, porque mesmo tendo espaço para Raul Jiménez no onze inicial, a verdade é que por muito bom que seja o mexicano não é igual a Mitroglou. 

Não se pode dizer que o Benfica jogou mal contra o Boavista, o que podemos dizer é que Mitroglou fez falta. E isso viu-se. Em todas as tentativas de golo que as àguias tiveram, Jonas acabava por compensar a falta do colega de equipa e fazer o trabalho a que Raul não está habituado. Nos cruzamentos de Pizzi e Eliseu era evidente que as bolas seriam perfeitas para a ajuda de Mitroglou no remate ou quiçá na assistência para Jonas. Ele não estava e o Benfica ressintiu-se. Poderemos dizer que foi pela falta de Gaitan? Podemos, mas a verdade é que as bolas acabavam por chegar a área, e na dupla , faltava uma peça principal. 

Até poderemos dizer que Mitroglou podia ter feito um golo, ou então não, a verdade é que no jogo do passado Domingo parece que faltou um braço a este Benfica sem Mitroglou, ou, na verdade, o que faltou foi um pé. A verdade é que para o bem e para o mal, esteve lá Jonas que acabou por salvar a companhia e mascarar a ausência de uma das peças mais importantes.


Share on Facebook