FC Porto: A quebra exibicional de Brahimi

É uma das grandes estrelas da equipa de Peseiro, mas a verdade é que o rendimento de Brahimi tem caído nos últimos tempos. A análise está hoje no Vavel Portugal.

FC Porto: A quebra exibicional de Brahimi
FC Porto: A quebra exibicional de Brahimi

Yacine Brahimi cumpre este ano a segunda temporada de Dragão ao peito, mas a verdade é que esta nova temporada não tem sido brilhante para o argelino.

Os fracos resultados, a falta de golos, e de sorte, do FC Porto tem afectado e muito o rendimento do avançado. O Porto precisa de pontos e de Brahimi, mas a verdade é que o rendimento do extremo já não é o que era. 

Chegar, jogar e vingar 

6,5 Milhões. Este foi o preço pago pela SAD dirigida por Jorge Nuno Pinto da Costa para garantir Brahimi no plantel azul e branco na temporada de 2014/2015. 

Um custo leve face à qualidade já demonstrada em campo pelo argelino ao serviço do Granada. Na sua última temporada no clube espanhol, o avançado de 26 anos fez 3 golos em 36 golos. 

Apesar de não ser um às no que diz respeito ao número de golos marcados, a velocidade, os cruzamentos e a visão de jogo chamaram a atenção e o Presidente azul e branco não pensou duas vezes. 

A temporada passada, como é sabido, não foi brilhante para os azuis e brancos, mas, ainda assim o jogador argelino conseguiu garantir presença em 42 jogos dos azuis e brancos, tendo ficado no banco em apenas 5 partidas , e ainda teve tempo para marcar 13 golos em todas as competições onde o FC Porto esteve presente. 

Brahimi brilhou na 1ª temporada ao serviço do Porto (Foto: rr.sapo.pt)
Brahimi brilhou na 1ª temporada ao serviço do Porto (Foto: rr.sapo.pt)

Com a chegada na nova temporada, estava prometida nova grande temporada e desta vez já não havia Tello para disputar a titularidade, Brahimi poderia finalmente brilhar.  

A falta de consistência 

Só esta temporada, e só na Primeira Liga, Brahimi já conta com mais minutos em campo que em toda a temporada passada. Então o porquê da falta de consistência? 

É sabido que o jogador argelino tem qualidade. Faz o que quer com a bola e desde o inicio da época já conta com 7 golos em todas as competições, 5 deles na Primeira Liga, mas a verdade é que Yacine Brahimi não é o mesmo. Ou se é, alguma coisa ali se perdeu. Faltam as grandes jogadas, os grandes cruzamentos, falta o Brahimi que os adeptos azuis e brancos tanto gostam e que tanto admiram. 

Brahimi não é o mesmo
Brahimi não é o mesmo

Poderemos dizer que é por falta de disputa na titularidade, que com a saída de Tello, o argelino pode pensar que já não tem muito a provar, mas quem o vê jogar sabe que não é disso que se trata. 

Brahimi parece querer e não conseguir. Será a falta de apoio dos colegas de equipa? Será o facto de, como o FC Porto atravessa uma nuvem negra, a motivação não é a mesma? Será que Brahimi não está mais contente com os azuis e brancos? 

O certo é que tudo se começou a notar depois do jogo com o Benfica. O argelino brilhou em campo e fez uma das melhores exibições da temporada, mas desde aí que a falta de sorte, ou de golos, ou de motivação, apanharam o extremo portista. Explicações precisam-se e a verdade é que da mesma maneira que Brahimi precisa do Porto, também o Porto precisa de Brahimi, e para o jogo com o Sporting já não falta assim tanto.... 


Share on Facebook