Barcelona oficializa: Ernesto Valverde sucede a Luis Enrique

Através das redes sociais, o Barcelona anunciou hoje a contratação do estremenho Ernesto Valverde, que sucederá a Luis Enrique no cargo de treinador da formação 'blaugrana'.

Barcelona oficializa: Ernesto Valverde sucede a Luis Enrique
Barcelona oficializa: Ernesto Valverde sucede a Luis Enrique

O Barcelona confirmou hoje que Ernesto Valverde será o sucessor de Luis Enrique no cargo de treinador da formação 'culé'. Os rumores já se prolongavam há várias semanas e, nas últimas horas, o clube catalão resolveu colocar um ponto final nas dúvidas em torno da sucessão, anunciando, através de uma publicação nas redes sociais, o nome do ex-técnico do Athletic Bilbao como novo timoneiro da equipa 'blaugrana'. A apresentação oficial do técnico de 53 anos está marcada para a próxima Quinta-feira.

Valverde volta a Barcelona, agora como treinador

Cedo se soube, pelas palavras do próprio, que o ex-jogador e actual treinador do Barcelona, Luis Enrique, não continuaria no comando da equipa catalã. Os rumores relativos à sucessão intensificaram-se no arranque de 2017, e subiram de tom com os fracassos ocorridos na Liga BBVA e na UEFA Liga dos Campeões - Sampaoli, entretanto no Sevilha, foi um dos primeiros nomes a ser ventilado pela imprensa espanhola, mas a escolhia viria a recair sobre o também antigo jogador natural da região estremenha. 

Ernesto Valverde rejeitou a renovação de contrato proposta pelos bascos do Athletic, ficando livre para assinar pelos 'culé', naquele que será o passo mais ambicioso da sua carreira de técnico. Valverde iniciou o seu trajecto no Athletic, em 2001, como adjunto, estreando-se como líder técnico em 2002 na formação e dando, um ano depois, os primeiros passos no primeiro escalão espanhol como técnico principal, no clube onde militou durante seis anos, na condição de jogador (1990 a 1996).

Após o arranque em Bilbao, Valverde ingressou no Espanyol (em 2006) e dois anos depois aventurou-se no estrangeiro, tomando as rédeas do crónico campeão nacional Olympiakos. O regresso a Espanha fez-se pela mão do Villarreal, em 2009/2010, mas foi amargo para ambas as partes: poucos meses após ser contratado, Valverde recebia guia de marcha, após derrota traumática contra o Osasuna. Em terras helénicas voltou a encontrar o conforto dos triunfos, sagrando-se bicampeão pelos vermelhos de Pireu (entre 2010 e 2012). Ao currículo juntou mais duas Taças gregas.

Desde 2013 não mais deixou o campeonato espanhol, passando pelo Valência e assentando depois arraiais no seu velho conhecido Athletic, durante quatro anos (que valeram uma Supertaça espanhola). Dá agora o passo mais mediático da carreira, voltando a um clube onde já havia militado, enquanto jogador (entre 1988 e 1990). Como desafios terá a reabilitação de um colosso habituado a sistemáticos triunfos e a reorganização de um plantel algo desequilibrado. 

Luis Enrique despede-se com bagagem cheia de títulos

A passagem de Luis Enrique por Barcelona foi recheada de títulos: o antigo craque de Real Madrid e Barcelona conduziu a equipa ao triunfo na UEFA Liga dos Campeões logo na época de estreia (2014/2015) e à consagração nacional, que se repetiu na temporada seguinte. A esses triunfos somou três Taças do Rei, uma Supertaça, uma Supertaça europeia e um Campeonato do Mundo de Clubes. O técnico, de 47 anos, que pontificou no Barça durante oito anos enquanto jogador - somando 300 jogos e 108 golos apontados - deverá passar a próxima temporada sem aceitar convites.


Share on Facebook