Falcao : O renascer de um Matador

Falcao é sinónimo de golos, mas estes dois andaram um tempo de costas viradas, agora que o goleador está de novo na sua melhor forma, vamos olhar um pouco para trás e acompanhar a evolução do colombiano até chegar aos 25 golos que já leva esta temporada.

Falcao : O renascer de um Matador
El Tigre está de volta // Fonte: goal.com

Havia um ponta de lança colombiano do River Plate, de 23 anos, que despertava a cobiça dos grandes portugueses. Esse ponta de lança tinha o nome de Radamel Falcao, número 9 nas costas, olhos na baliza e o seu habitat natural era a área. Quando se pensava que o Benfica tinha tudo certo para a sua contratação, o Porto chegou-se à frente e foram os dragões que ficaram com o passe de Falcao.

Fonte: Zimbio

O investimento não ficou por mãos alheias, pois o colombiano provou ser aquilo que se esperava: um verdadeiro matador! Finalização mortífera com ambos os pés, técnica e visão apuradas, jogo forte de costas para a baliza, e de cabeça … bem, de cabeça era só porem lá a bola que Falcao fazia o resto. Em dois anos com a camisola do FC Porto, o colombiano realizou 85 jogos e marcou 72 golos! Ganhou 2 Taças de Portugal, um campeonato e uma Liga Europa ao serviço dos dragões.

Esta era a hora de dar o próximo passo. Com meia Europa a querer os serviços do colombiano, foi o Atlético de Madrid que conseguiu a sua contratação por cerca de 40M de euros, valor recorde para o futebol português na altura.

Tal como fez em Portugal, Falcao chegou a Espanha e foi chegar, ver e marcar! Formou uma dupla temível com Diego Costa. O Atlético tinha o que se considerava na altura o melhor ponta de lança do mundo. Falcao no Atlético marcava golos de toda e qualquer maneira, era incrível! No primeiro ano ganhou a Liga Europa e no início da segunda época com a camisola do Atlético fez aquele que foi, quiçá, o melhor jogo da sua carreira: Supertaça Europeia, Chelsea x Atlético. Resultado: 4-1, hat-trick de Falcao. O colombiano destruiu por completo a defesa londrina. 

 

Era um regalo ver o Tigre a jogar. A favor dos espanhóis realizou 91 jogos e marcou 70 golos!

No tempo das “vacas gordas” do Mónaco, ou seja, em 2013, os monegascos queriam tornar-se uma potência europeia e para isso contrataram Radamel Falcao por cerca de 60M de euros, para juntar aos seus ex-companheiros portistas Moutinho e James Rodríguez. Era o melhor ponta de lança do mundo e não havia contestação nesse aspeto, daí o valor pago pelos monegascos. Na primeira metade da época Falcao foi … Falcao. Golos, golos e, para variar, mais golos.

A carreira do colombiano mudou num jogo para a Taça de França, contra o Chasselay, onde o número 9 sofreu uma lesão no ligamento anterior cruzado do joelho esquerdo e teve que ser submetido a uma intervenção cirúrgica. Falcao não jogou mais nessa época e não pôde jogar no campeonato do mundo de 2014, no Brasil.

Quando estava preparado para jogar, Falcao chocou o mundo do futebol e foi emprestado ao Manchester United, notava-se que não era o mesmo Falcao de “antigamente”, faltava confiança ao colombiano. Em Manchester jogou 29 jogos e fez apenas 4 golos, tendo mesmo estado um tempo relegado à equipa de reservas.

Fonte : Daily Mail

No ano seguinte, a mesma história. Falcao volta a ser emprestado e a história volta a repetir-se: jogador sem confiança e que não se encontrava dentro de campo. 12 jogos, 1 golo.

Este ano, com pouco mercado, o número 9 decidiu ficar no Mónaco. Não se livrou desde logo de um puxão de orelhas por parte de Leonardo Jardim: O seu problema não foi apenas a lesão no joelho. Foi querer ter ido logo jogar para o Manchester ou para o Chelsea. Ele quis continuar a jogar ao mais alto nível antes de recuperar da lesão. Quando alguém se lesiona, não troca de clube. Os jogadores não são máquinas”.

A verdade é que numa equipa cheia de jovens talentos, Falcao funciona quase como mentor, é o líder e capitão desta equipa, e o jogador voltou a encontrar-se e está de novo confiante como nos ‘bons velhos tempos’. O matador está de volta, e este ano já leva 25 golos em 35 partidas realizadas. Era disto que Falcao precisava, um treinador que acreditasse nele, uma equipa que confiasse nele e o seguisse, ele é fulcral na equipa monegasca que este ano está a dar que falar. Está em primeiro lugar da liga francesa e está a um passo de garantir o acesso às meias-finais da Liga dos Campeões.

El Tigre está de volta, o matador Falcao está de volta à melhor forma.


Share on Facebook