As estrelas desceram à terra: Barcelona e Bayern fecham o lote de elite rumo aos quartos

A noite de campeões foi absolutamente empolgante: o Barcelona bateu o Arsenal por 3-1 e o Bayern venceu a Juventus por 4-2. Em apenas 2 duelos o esférico das estrelinhas beijou as redes por 10 vezes, carimbando o passaporte para os quartos-de-final a espanhóis e alemães.

As estrelas desceram à terra: Barcelona e Bayern fecham o lote de elite rumo aos quartos
O Bayern de Munique apurou-se para os quartos-de-final da Liga dos Campeões // Foto: Facebook do FC Bayern Munchen

Na quarta-feira mágica de Liga dos Campeões, o Barcelona consolidou a vantagem da primeira mão e aplicou a fórmula cientifica MSN para vencer o Arsenal por 3-1 em Camp Nou. O Bayern de Munique entrou em campo com uma vantagem mínima e permitiu à Juventus dar a volta ao marcador na primeira parte. Os alemães puxaram dos galões e, num assalto final às redes de Buffon, recuperaram de um 0-2 para um 4-2 no prolongamento. Os favoritos Barça e Bayern fecham o restrito lote de equipas a marcar presença nos quartos-de-final da Champions, e a partir de agora perder um único segundo da prova é completamente proíbido. O sorteio será esta sexta-feira e terá o Benfica entre as 8 melhores equipas da Europa.

Barcelona x Arsenal: MSN, a fórmula de luxo

O palco da segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões entre Barcelona e Arsenal contou com um Camp Nou repleto de alegria, e com um ambiente que espelhou a excelência da grande Liga Milionária. Com a vantagem por 0-2 trazida de Londres, o Barcelona subiu às 4 linhas com uma postura serena, espalhando classe e técnica desde o apito inicial. A troca de bola intensa massacrou o Arsenal e só em contra-ataque os londrinos tiveram escassas aparições na área do Barça pelo suspeito do costume, Alexis Sanchez.

Foto: fcbarcelona.com
Foto: fcbarcelona.com

A segurança no jogo e na eliminatória resultaram, sem surpresa, no golo dos espanhóis, valendo o samba de Neymar para dar o passo de dança inicial, que deixou o Barça ainda mais seguro ao minuto 18. Na segunda parte, o Arsenal entrou disposto a apostar tudo numa quase impossível recuperação. Ao minuto 51, os gunners empataram o jogo e relançaram a eliminatória, graças ao golo de Mohamed Elneny. A aposta desesperada pelo golo abriu ainda mais brechas na defesa inglesa, e o desfecho foi o esperado: Suárez, ao minuto 65, e Messi, aos 88, esmagaram por inteiro toda e qualquer esperança da equipa de Wenger. A fórmula Messi, Suarez e Neymar continua a deslumbrar a Europa do futebol, e é com toda a justiça que o Barcelona estará nos quartos-de-final da prova que só os melhores sabem estrelar. De referir ainda que Messi soma 83 tentos na Champions e está a 7 do melhor marcador de sempre, um marciano chamado Cristiano Ronaldo, que leva já 90 tiros na competição.

Bayern x Juventus: emoção, adernalina e lágrimas

O 2-2 de Turim obrigou os adeptos do Bayern a responderem em massa à chamada alemã, e coloriram a Arena Allianz com um atmosfera digna da grande UEFA Champions League. A Juventus não atirou a toalha ao chão e não se intimidou com o ambiente adverso das bancadas. Ao minuto 6, Pogba furou a rede de Neuer e deixou os italianos em vantagem na eliminatória. A Juve surpreendeu o todo poderoso Bayern, que teve imensas dificuldades em circular a bola no primeiro tempo. A Juventus não deixou de procurar o golo e, ao minuto 29, Quadrado aumentou gara 0-2, um resultado incrível para os italianos e de pesadelo para os alemães. Nem a velocidade de Ribery ou até a classe de Muller serviram para demolir a estratégia da Juve, e o intervalo chegou com um 0-2 inteiramente justo para os italianos.

Na segunda metade, a Juventus baixou as linhas em demasia e cedo demais, permitindo aos germânicos de Guardiola circularem a bola milionária com maior dinâmica e aproveitar a zona subida para criar espaços de penetração,  com o objetivo de visar as redes de Buffon. Na sequência de um canto, Lewandowski reduziu para 1-2, e a sentença parecia evidente: a Juventus não iria aguentar o pressing final da máquina alemã. Passavam 30 segundos depois dos 90 quando Muller empurrou a bola para a baliza da Juve, e o 2-2 simbolizou o cenário de terror para os italianos: o prolongamento. Nesta fase, Thiago entrou muito bem no miolo do Bayern e, perante uma Juventus devastada animicamente, os alemães marcaram 2 tentos por Thiago e Kingsley Coman, que deixaram os italianos KO.

Foto: Facebook do FC Bayern Munchen
Foto: Facebook do FC Bayern Munchen

A equipa de Buffon só pode queixar-se de si mesma porque, diante um colosso como o Bayern, o mínimo erro estratégico paga-se caro, e foi com justiça que se apurou o conjunto mais forte, equilibrado e, acima de tudo, mais preparado para tratar o esférico milionário como merece. Com Barcelona e Bayern estão encontrados os 8 magníficos conjuntos que procuram o lugar máximo do futebol europeu. Para além dos espanhóis e alemães, o sorteio desta sexta-feira contará também com Wolfsburgo, Real Madrid, Atlético de Madrid, Manchester City, PSG e claro, o representante luso Benfica, que tentará fazer história na Liga dos sonhos.


Share on Facebook