MotoGP: Lorenzo lidera os primeiros treinos livres da temporada.

Lorenzo começou a nova época onde acabou a última: em primeiro, seguido de perto pelo seu colega de equipa Valentino Rossi, numa tarde onde também se realizaram os dois primeiros treinos livres de Moto3 e Moto2

MotoGP: Lorenzo lidera os primeiros treinos livres da temporada.
MotoGP: Lorenzo lidera os primeiros treinos livres da temporada.

São boas notícias para os amantes de MotoGP. A nova temporada arrancou com os primeiros treinos livres que antecedem o grande prémio de Domingo no circuito de Losail no Qatar.

Tudo começou como acabou em 2015: Com os dois pilotos da Yamaha na frente. Jorge Lorenzo cedo mostrou que o seu bom momento de forma continua e liderou grande parte da sessão, conseguindo sempre desfazendo os seus melhores tempos.

Lorenzo acabou por fixar a sua volta mais rápida em 1m 55.440s. Valentino Rossi foi segundo, fixando o seu melhor tempo em 1m 55.707s. Andrea Iannone (Ducati) foi terceiro com 1m 55.736s completando, assim, o top 3 dos primeiros treinos livres da época.

A dupla da Honda, Dani Pedrosa e Marc Marquez, ficaram aquém das expectativas, terminando em 7º (1m 56.098s) e 8º (1m 56.258s) respetivamente. Muito longe daquelas que são as expectativas da marca japonesa para a nova época, de conseguir representar uma concorrência mais séria para a Yamaha, seu adversário direto.

A surpresa da tarde esteve em Marverick Viñales (Suzuki) que acabou no 5º posto com o seu melhor tempo a ser de 1m 55.847s. Ficaram, a completar o top 10, Andrea Dovisioso em 9º (1m 56.387s) e Scott Redding em 10º (1m 56.412s). Bradley Smith não foi alem do 11º posto, até porque sofreu uma queda a pouco tempo de terminar a sessão.

Quem também acabou por cair foi Miguel Oliveira. O piloto português, vice-campeão de Moto3 em 2015 e estreante este ano em Moto2, sofreu um acidente na primeira sessão de treinos livres, onde não foi além do 13º lugar, muito longe do top 3 liderado por Thomas Luthi, Sam Lowes e Johann Zarco. Na segunda sessão, o português de 21 anos não melhorou a sua prestação e ficou-se por um modesto 20º lugar. Quem liderou os segundos treinos livres foram: Jonas Folger, Sam Lowes e Alex Rins.

Em Moto3, Livio Loyd liderou as duas sessões, mostrando ser um sério candidato a suceder a Danny Kent, agora colega de equipa de Miguel Oliveira, como campeão do mundo nesta categoria.