Hamilton: «A equipa fez um trabalho fantástico»

Lewis Hamilton foi o vencedor do GP do Canadá, o circuito onde venceu pela primeira vez na F1 em 2007. Desta vez, quebrou a senda de vitórias do seu colega de equipa.

Hamilton: «A equipa fez um trabalho fantástico»
Lewis Hamilton levou a melhor no Canadá (foto: AFP)

O piloto da Mercedes largou do primeiro lugar da grelha de partida e terminou a corrida com mais de 2 segundos de vantagem sobre Nico Rosberg. O alemão vinha de duas vitórias consecutivas e do relançamento da luta pelo campeonato. 

No Canadá, Valtteri Bottas preencheu a última vaga no pódio, com alguma sorte à mistura, já que Kimi Räikkönen perdeu essa posição com um pião e terminou em 4º, à frente de Sebastian Vettel, que tinha partido de 18º.

Vitória dedicada ao pai de Peter Bonnington

Para Hamilton o circuito Gilles Villeneuve é muito importante na sua carreira. Foi aí que, em 2007, venceu pela primeira um GP na Fórmula 1 e o piloto fez questão de lembrar isso mesmo no final da prova: «Eu amo Montreal! É muito especial vencer aqui novamente - o lugar onde eu tive a minha primeira vitória em 2007. A equipa fez um trabalho fantástico, portanto, um grande obrigado a todos.» 

O piloto disse que o regresso às vitórias não foi um alívio, isto porque tem consciência que teve tudo para vencer na última prova e que nesta corrida apenas teve que gerir a vantagem. Lewis dedicou a vitória ao seu engenheiro de corrida: «Em nome de todos na equipa, eu gostaria de dedicar esta vitória ao pai do meu engenheiro. O pai de Bono [Peter Bonnington] faleceu na semana passada. O Bono passou por muito nos últimos tempos, mas ele foi fantástico durante o fim de semana, então esta é para ele.»

«Preciso de fazer melhor na qualificação» - Rosberg

O segundo classificado no GP do Canadá, Nico Rosberg, teve uma corrida complicada. Segundo ele, terminou a corrida com «pneus, travões e combustível todos no limite. O problema para mim foi conseguir arrefecer os travões atrás do Lewis. Eu tive que optar por diferentes trajectórias para conseguir um pouco de ar fresco. Nas últimas 10 voltas eu aumentei o ritmo e comecei a atacar, utilizando alguma da potência hibrída que gueardei até essa altura. Mas o problema é que os engenheiros do meu companheiro de equipa têm conhecimento do que se passa no meu carro e podem-lhe pedir para aumentar o ritmo na mesma altura.»

Sem hipóteses de surpreender Hamilton, Rosberg parece ter a resposta para bater o britânico em corrida: a qualificação. «Na verdade, eu perdi a corrida na qualificação, por isso tenho que melhorar nesse aspecto para conseguir um fim de semana perfeito como em Espanha.»

Riscos necessários para chegar ao terceiro lugar

Valtteri Bottas era um homem contente no final da prova canadiana e explicou como a equipa teve de correr alguns riscos para obter o máximo de pontos possíveis. «Tivemos a oportunidade de mudar a estratégia a meio da corrida e utilizarmos uma paragem em vez de duas. Sabíamos que poderia ser um risco, mas a equipa sabia o que fazer e estavam certos. Não estavamos ameaçados por quem vinha atrás, como tal poderíamos correr esse risco e estou realmente orgulhoso do que conseguimos.»

Mais um GP perdido para a McLaren

Durante a corrida, os dois carros da McLaren tiveram de desistir com problemas mecânicos. Tem sido uma época para esquecer em Woking e em vez de ser o primeiro ano da Honda, este tem de ser considerado o ano zero. 

Fernando Alonso era o espelho da desilusão na equipa: «Obviamente que estou um pouco triste por ter desistido pela terceira vez consecutiva. O carro perdeu potência e tive que ir às boxes. Definitivamente, precisamos colocar algumas coisas em ordem. (...)Todas as actualizações que estão a chegar para as corridas futuras fazem sentido, para que possam vir sinais positivos. Acho que precisamos de ser pacientes e temos de continuar a trabalhar.»

O Grande Circo regressa agora no dia 21 de Junho à Europa, para uma série de 5 corridas no território com direito a uma pequena pausa de Verão, onde as equipas vão aproveitar para actualizarem os seus monolugares e motores. Esperam-se algumas melhorias na McLaren e que consigam subir na tabela de construtores.