Volta a Portugal: Barbio consegue vingar

Finalmente uma fuga conseguiu vingar na Volta deste ano, e foi António Barbio a vencer isolado. Alarcón segue de amarelo.

Volta a Portugal: Barbio consegue vingar
Primeira vitória do português na Volta // Fonte: aBola

António Barbio (Efapel) aguentou toda a etapa na frente e conseguiu passar a meta em primeiro lugar. Gustavo Veloso (W52-FC Porto) e Vicente Garcia de Mateos preencheram os restantes lugares do pódio.

Logo desde o início da etapa muita gente tentou lançar-se para a frente, entre eles Rui Sousa que, a certa altura, era camisola amarela virtual. Devido a esse facto, a equipa do FC Porto tomou as rédeas da corrida e não deixou que o vencedor da etapa 6 prosseguisse na frente.

A 15km do fim começaram os ataques entre os homens da frente com António Barbio a ganhar uma vantagem confortável. Ao início da última subida já todos os fugitivos estavam apanhados, à exceção do ciclista da Efapel, que entrou com uma vantagem de um minuto para os principais perseguidores.

O português colocou o seu ritmo e conseguiu ultrapassar a primeiro lugar a meta com 1:07’ de vantagem para o grupo dos favoritos, liderado por Gustavo Veloso. Alarcón chegou integrado no grupo e mantém a vantagem para os mais diretos adversários.

Amanhã temos a chegada a Oliveira de Azeméis e será a última oportunidade para os homens rápidos deste pelotão brilharem, mas para isso terão que ultrapassar as muitas dificuldades que terão ao longo do percurso.


Share on Facebook