André Cardoso: "É o realizar de um sonho!"

André Cardoso foi, hoje, confirmado como um dos elementos da Trek-Segafredo para estar ao lado de Alberto Contador na Volta a França. Será a estreia do português no Tour, e como tal a VAVEL falar com o ciclista sobre as suas expectativas e objetivos.

André Cardoso: "É o realizar de um sonho!"
André vai para o Tour num bom momento de forma para dar tudo em prol de Contador // Fonte: Getty Images

O Tour está aí à porta e vai estar recheado de talento e de candidatos à vitória. De entre esses destacam-se o campeão em título, Chris Froome, Richie Porte, Alberto Contador, Fabio Aru e Nairo Quintana. No que toca aos portugueses presentes, para já, estão confirmados na linha de partida em Düsseldorf Tiago Machado, da Katusha-Alpecin, e, o estreante na prova, André Cardoso. 

André Cardoso, ciclista de 32 anos, já é experiente nestas andanças. Está no World Tour há 5 anos, tendo começado no projeto agora chamado Cannondale até ao ano passado e defendendo agora as cores da Trek Segafredo. O português vai para a sua 8ª Grande Volta, mas este vai ser o primeiro Tour da sua carreira e tem na sua equipa um dos principais candidatos à vitória, Alberto Contador.

Vai ser a estreia do ciclista de 32 anos na Volta a França e este mostrou-se muito entusiasmado e motivado: “O primeiro objetivo, que era ser selecionado, está cumprido e só isso é o realizar de um sonho! Estou super motivado e tenho trabalhado no duro.”

André Cardoso esteve no Critérium du Dauphiné ao lado do seu líder, Alberto Contador, e ficou contente com as suas pernas e com as sensações do espanhol, afirmando que “o Alberto está bem!” No entanto viu-se um Contador um pouco abaixo do esperado para esta altura da época. “O objetivo do Alberto era preparar-se da melhor maneira para o Tour sem correr quaisquer riscos desnecessários que pusessem em risco a preparação ou até a participação no mesmo”. De relembrar que em todas as conquistas de Alberto Contador na Volta a França, o espanhol teve um gregário português, Sérgio Paulinho, vamos ver se este ano vai ser André o talismã.

Quando perguntado acerca dos seus objetivos para este Tour, o português foi completamente claro: “Todas as nossas forças estarão centradas em ganhar o Tour com o Alberto e deixar tudo em prol da equipa” – afirmou André – “tudo mais que vier será por acréscimo” – concluiu o estreante, quando questionado sobre a sua consistência nas Grandes Voltas, pois nas sete em que participou nunca acabou abaixo da 25ª posição da classificação geral.

Fonte: Eurosport

Dia 26 realizam-se os campeonatos nacionais de estrada e André Cardoso vai correr em estradas que bem conhece: “Este ano os campeonatos nacionais são em Gondomar e eu até fui uma das pessoas que ajudou a escolher este percurso”. Quando questionado acerca se os nacionais eram um objetivo, o português ‘chutou para canto’ dizendo que “isso é outra história”: “Não é um percurso à minha imagem, porque para isso tinha que terminar na Serra da Estrela, mas acredito que possa ser um percurso espetacular e bonito para quem possa estar presente. Na verdade, a prova já vai ser bastante perto do Tour e creio que poderei fazer uma boa corrida, mas ganhar é outra história” – afirmou o trepador da Trek.

Em relação ao ciclismo português, André Cardoso considera que o futuro do ciclismo português está em boas mãos, pois “já temos a felicidade de ter vários talentos a correr ao mais alto nível.” O português referiu o seu colega de equipa Ruben Guerreiro, Rafael Reis, André Carvalho, Ivo e Rui Oliveira, João Almeida e Daniel Viegas como os talentos mais emergentes do nosso ciclismo. No que toca a um regresso a Portugal no futuro, André Cardoso coloca, para já, essa hipótese de lado pois está a viver um sonho, e não que esse sonho acabe: “Eu sempre lutei muito para correr ao mais alto nível, e diga-se que foi um caminho muito duro até lá chegar, como tal, e enquanto puder, lutarei sempre para manter-me neste nível".

No que toca à sua nova equipa, o português sente que encontrou a equipa certa para este momento da sua carreira, onde encontrou “um ambiente fantástico e um profissionalismo brutal.” Para concluir e para conhecer um pouco mais sobre a Trek-Segafredo fizemos umas perguntas de resposta rápida ao André:

V: Qual o ciclista mais brincalhão?

AC: Talvez o Jarlinson Pantano.

V: O mais sério?

AC: Ainda não corri com todos os ciclistas da equipa, mas na verdade o ambiente é tão porreiro que não vejo ninguém como o mais sério.

V: O líder da equipa?

AC: O Alberto.

V: O Contador e o Sérgio Paulinho ficavam quase sempre no mesmo quarto durante as corridas. Quem é o teu ‘roomie’?

AC: O colega e amigo mais habitual e com que mais vezes fico é o Fabio Felline.

Só resta agradecer ao André Cardoso a sua disponibilidade e desejar-lhe a maior sorte do mundo para a sua estreia na Volta a França, que se inicia já no próximo dia 1 de Julho.


Share on Facebook