Volta a Itália: Vitória para Ewan

No final de etapa mais espetacular deste Giro, Caleb Ewan superiorizou-se a Gaviria e a Sam Bennet. Na geral, tudo igual.

Volta a Itália: Vitória para Ewan
Ewan (ao centro) venceu num sprint fantástico // Fonte: Cycling News

Foi a etapa mais tranquila desta edição da Volta a Itália, e era o que se esperava desta que foi praticamente a última etapa sem dificuldades desta corrida. Num final muito técnico, o australiano beneficiou de ter o seu comboio bem formado e conseguiu bater Gaviria e Bennet que tiveram de fazer uma grande recuperação para chegar perto de Ewan.

Como disse, foi uma etapa muito tranquila, muito devido ao pelotão ter conseguido que apenas dois homens fossem para a frente da corrida, esses foram Fonzi e Kozonchuk. A partir daí foi o controlar a distância para os homens da frente por parte das equipas dos sprinters, que acabaram por os alcançar a cerca de 20km para a meta.

A partir desse momento a corrida mudou e o ritmo também. Os comboios começaram a formar-se e, como tem sido habitual, não foram só os sprinters a terem comboios. As equipas estavam cientes do quão difícil seria este final, por isso houve uma luta intensa pelo posicionamento nos últimos metros da etapa. A equipa que entrou mais bem colocada foi mesmo a Orica, que foi a única a conseguir manter o comboio intacto e, desse modo, conseguiu lançar Caleb Ewan para a sua primeira vitória neste Giro.

No que toca aos portugueses, apenas Rui Costa chegou inserido no pelotão, a 24ª posição. José Gonçalves e José Mendes chegaram um pouco mais atrasados, nas 62ª e 83ª posições respetivamente.

Amanhã começa uma nova Volta a Itália. A partir da etapa de amanhã que acaba com uma curta, mas exigente subida de pouco mais de 1km, em Peschici, vai haver muito pouco terreno plano, e a partir daqui é que se vão ‘fazer as contas’.


Share on Facebook