Os 5 para a Amstel Gold Race

Depois da vitória supreendente de Gasparotto no ano passado, a Amstel está de volta e com ela trás um elenco fantástico. Fiquem com cinco dos principais favoritos para a corrida de amanhã.

Os 5 para a Amstel Gold Race
Gasparotto foi o vencedor surpresa do ano passado // Fonte: Cycling Weekly

5. Kwiatkowski

Fonte: VeloNews

O polaco voltou à forma de há dois anos, quando ganhou esta corrida. Este ano já ganhou corridas como a Strade Bianche e a Milan San Remo. Como referi, Kwiatkowski venceu a Amstel em 2014, e isso é um trunfo a seu favor. Esta é a corrida que mais se adequa às características do polaco, pois a última subida não coincide com a chegada, ainda há cerca de 1km plano depois dessa colina. Quando ganhou, com a camisola de campeão do mundo, foi ao sprint num grupo reduzido, mas este ano acredito que vá tentar sair do pelotão nessa última subida. O jovem ciclista da Sky vai ter como principais ajudantes os irmãos Henao.

4. Alejandro Valverde

Fonte: Cycling News

Depois de um início de temporada atribulado, onde num treino embateu contra uma barreira e teve que estar várias semanas de repouso, tem sido só ganhar. Este ano, o experiente espanhol já ganhou a classificação geral da Volta à Andalucia, Volta à Catalunha e Volta ao País Basco, juntando a isso a conquista da Clássica da Murcia e 5 vitórias de etapa. As Ardenas são o terreno predileto de Valverde e este sente-se em casa. É favorito a ganhar as 3 corridas desta semana. É um corredor super explosivo e sprinta bem num grupo reduzido, por isso, nesta corrida é ameaça tanto na última subida como ao sprint. Mas acredito que tente surpreender os adversários na última subida. A Amstel é a única que lhe falta da Ardenas, já fez por 3 vezes pódio.

3. Philippe Gilbert

Fonte: Etapa Rainha

O Rei das Ardenas, aos 34 anos, está a reencontrar-se com a sua melhor forma e isso é um perigo para os seus adversários. Gilbert é apenas um dos dois ciclistas que conseguiram vencer as 3 corridas das Ardenas num ano, e isso aconteceu em 2011. O vencedor da Flandres deste ano vai procurar juntar mais algumas Ardenas ao seu palmarés, e a sua explosão está no ponto. A sua nova equipa tem grande influência neste renascer do campeão belga, pois está a rodeá-lo com equipas fortíssimas. Este domingo vai ter ao seu lado Dan Martin, Brambilla, Jungels, Vakoc, entre outros.

2. Greg Van Avermaet

Fonte: Cycling News

Se há ciclista em forma é este. Campeão do Paris-Roubaix e líder do Ranking UCI. As Ardenas não são o seu terreno predileto, mas a Amstel é aquela à qual mais se adapta. A sua explosão vai ser importante na última subida e sua ponta final é das melhores neste tipo de corridas, visto que começou a sua carreira como sprinter. Acredito que o belga possa tentar um ataque de mais longe, para tentar eliminar mais rapidamente alguns adversários e formar um grupo forte na frente, para levar a decisão para o risco. Terá a companhia do seu fiel companheiro Daniel Oss, que foi muito importante em Roubaix.

1. Michael Matthews

Fonte: Cycling News

Na minha humilde opinião, Michael Matthews é o maior favorito a ganha a Corrida da Cerveja deste ano. É verdade que a mudança do australiano para a Sunweb não está a ter os resultados esperados, pois Matthews só tem uma vitória este ano. É um excelente sprinter e aguenta-se muito bem nestas pequenas colinas das Ardenas, tendo mesmo a capacidade para atacar, prova disso é o seu 5º lugar na edição do ano passado da Amstel e o 3º de há dois anos. O mais provável é Matthews querer levar a corrida para o risco e ganhar ao sprint, mas para isso terá que conseguir responder aos ataques que vão surgir na última subida. 

Agora é esperar, e que amanhã ganhe ... o ciclismo.